ApucaranaArapongasPolicial

Apucarana e Arapongas são alvo da Polícia Federal por venda de celulares sem recolhimento de impostos

A Polícia Federal, com o apoio da Receita Federal do Brasil, deflagrou na manhã desta quinta-feira (05/10/2023) a operação “Arapuca 3”, cujo objetivo é desmantelar um grupo que importava ilegalmente e revendia aparelhos celulares sem o recolhimento dos tributos federais.

Cerca de 15 policiais federais e 04 auditores fiscais estão cumprindo 03 mandados de busca e apreensão nas cidades de Arapongas e Apucarana, interior do Paraná. Durante as investigações verificou-se que o grupo introduzia clandestinamente aparelhos celulares de uma marca específica e os comercializava em duas lojas físicas da região, sem o recolhimento dos impostos referentes à importação e revenda dos aparelhos.

O valor exato dos prejuízos causados pela ação criminosa será objeto de levantamento
por parte da Receita Federal do Brasil, a partir dos documentos e materiais apreendidos
na data de hoje.

A operação recebeu o nome de “Arapuca” em alusão às cidades onde os aparelhos celulares eram comercializados ilegalmente. O termo ARAPUCA é um acrônimo dos nomes das cidades de Arapongas e Apucarana. Duas ações semelhantes já foram realizadas pela PF no passado, razão pela qual a operação foi batizada de “ARAPUCA 3”.

Os investigados responderão pelos crimes de descaminho e associação criminosa, cujas
penas máximas somadas atingem 07 anos de reclusão..

 

Fonte da matéria: Jornal Repórter do Vale

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo