EntretenimentoPolítica

Manoel Soares pede apoio para Renan Bolsonaro e é cancelado. Entenda!

Ao pedir apoio da comunidade LGBTQIA+ em relação ao filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, Renan Bolsonaro, que foi exposto sobre um possível relacionamento entre ele e o ex-assessor, Manoel Soares, foi duramente criticado e cancelado na noite de terça-feira, 10 de outubro.

O ex-apresentador da Globo comentou que a comunidade LGBTQIA+ deveria apoiá-lo nesse momento difícil: “O desafio da comunidade LGBT agora é encontrar forças para defender Renan Bolsonaro, que, como muitos homoafetivos, deve ter sofrido com a homofobia do pai”, disse Manoel.

Boa parte da comunidade reagiu e duras críticas surgiram: “Manoel, com todo o respeito: Por que um homem hétero (você no caso) se sente no direito de dizer qual é o desafio de alguém da comunidade LGBTQIAPN+? Quem te colocou como nosso porta-voz?”, questionou um internauta.

“Não é por nada não, mas se tem uma coisa que heterossexuais como nós não precisamos opinar é sobre os desafios da comunidade LGBTQIAPN+. A comunidade conhece muito bem seus desafios (e acolher facho não é um deles, até onde sei)”, comentou outro.

“Achei que o desafio da comunidade LGBT+ agora era lutar para derrubar o projeto de lei que quer acabar com o casamento homoafetivo no Brasil”, disse mais um.

Vale destacar, inclusive, que que o próprio Renan alegou que era hétero, gostava de mulher, e negou qualquer tipo de relacionamento homoafetivo com o ex-assessor.

Postagem de Manoel Soares sobe apoio de Renan Bolsonaro
Reprodução/ Twitter @manoelsoares_

Manoel Soares apaga post e pede desculpas

Diante do cancelamento, Manoel Soares se retratou. O jornalista afirmou que estava ironizando: “Sério que eu precisava ter colocado (ironia), sério? Assim como a facada e a presença do Hélio atrás dele, esse movimento do filho pra mim é um shower… Vamos adiante”, disse.

Depois, fez outro relato: “Gente, vi a repercussão, não tinha visto. Primeiro que, sim, era uma ironia por ver que os bolsonaristas estavam postando a entrevista do Renan, pedindo apoio a ele depois da votação de ontem. Se não fosse, sustentaria. Mas se minha fala bateu mal, me perdoem”.

Apesar do pedido de desculpas, ele continuou sendo cancelado. O apresentador, então, apagou a publicação e se retratou, afirmando ter buscado informações com a comunidade.

“Amigos, acabei de falar com um grande irmão que é autoridade na luta LGBT e ele me convenceu que, apesar de minha boa intenção, deixei brecha para que o movimento fosse cobrado. Então, fique registrado aqui que reconheço meu vacilo. Aos amigos LGBTs que me deram um toque, obrigado”, escreveu.

Para alguns internautas, a explicação não surtiu efeito: “Precisou de alguém que seja autoridade (?) na luta LGBT pra ser convencido?”; “E tem que ser um ‘grande irmão que é autoridade’ pra te convencer? Não entendi nada”; “Não deixe de aproveitar as próximas oportunidades de ficar calado a respeito de assuntos dos quais você não tem vivência, Manoel. Sempre bom”; “Isso do Manoel Soares falando m**** (e fingindo na cara dura que era ironia) só mostra como a gente precisa esperar um pouco pra definir toda a imagem de uma pessoa por conta de uma coisa que aconteceu”, comentaram. 

Fonte da matéria: O Fuxico

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo